Iluminar

Psicologia & Desenvolvimento Pessoal
Ligia Splendore & Sean Blackwell
Rua Pedro Morganti, 76 - Vila Mariana
(11) 98444-9877
São Paulo, Brasil
CNPJ 06.922.653/0001-04

O que é Emergência Espiritual?

December 1, 2016

 

O termo Emergência Espiritual foi criado nos anos 70 pelo médico psiquiatra Tcheco Stanislav Grof, sendo por ele definido como:

 

"A evolução de uma pessoa para um modo de ser mais maduro, que envolve uma ótima saúde emocional e psicossomática, maior liberdade de escolha pessoal e uma sensação de ligação profunda com as outras pessoas, com a natureza e com o cosmos. Uma parte importante desse desenvolvimento é um despertar progressivo da dimensão espiritual na vida da pessoa e no esquema universal das coisas."

 

A Emergência Espiritual é citada por vários autores recebendo diferentes denominações: Experiência Cósmica por Pierre Weil; Experiência Culminante - Abraham Maslow; Consciência Mística - William James; Consciência Cósmica - Maurice Bucke; Experiência Transpessoal - Carl Jung. Outros sinônimos são citados para essa experiência sendo alguns deles: Experiência Transcendental, Êxtase Místico, Samadhi, Nirvana, Estado de Buda, Iluminação e Estado de Graça (Weil, 1978. p.17).

 

 

Quais os sintomas mais comuns?

  • Unidade: desaparecimento da percepção dual Eu/Mundo;

  • Inefabilidade: a experiência não pode ser descrita com a semântica usual;

  • Caráter noético: um senso absoluto de que o que é vivido é real, às vezes, muito mais real do que a vivência quotidiana comum;

  • Transcendência do tempo e espaço: as pessoas entram numa outra dimensão; o tempo não existe mais e o espaço tridimensional desaparece;

  • Sentido de sagrado: o senso de que algo grande, respeitável e sagrado está acontecendo;

  • Desaparecimento do medo da morte: a vida é percebida como eterna, mesmo se a existência física é transitória;

  • Mudança do sistema de valores e de comportamento: muitas pessoas mudam os seus valores no sentido dos valores "B" de Maslow (beleza, verdade, bondade, etc.). Há uma subestimação progressiva dos valores materiais e do apego ao dinheiro. O "Ser" substitui o "Ter";

 

Como identificar uma crise de emergência espiritual?

 

Muitos transtornos mentais estão diretamente relacionados com disfunções cerebrais ou doenças de outros órgãos e sistemas do corpo. É indispensável um minucioso exame médico e psiquiátrico, Grof elabora um quadro pormenorizado de critérios, abaixo estão alguns destes critérios de avaliação indicando quando uma pessoa pode estar passando por uma crise de emergência espiritual e pode recorrer a tratamento alternativo:

  • Ausência de algum distúrbio orgânico cerebral e doença física de outro órgão ou sistema que possa ser responsabilizado pelo distúrbio mental;

  • Ausência de um longo histórico de hospitalização e tratamentos psiquiátricos convencionais;

  • Condição somática e cardiovascular geral boa, o que permitirá ao paciente submeter-se com segurança ao estresse que possa decorrer do trabalho experiencial e da estratégia de auto-descobrimento;

  • Capacidade de ver o distúrbio como um processo psicológico interno e de abordá-lo de uma forma internalizada aceitando a própria psique sem projetá-la culpando os outros pelas suas dificuldades;

  • Disponibilidade da pessoa em enfrentar e aceitar experiências fortes seja no nível biográfico, perinatal e transpessol demonstrando capacidade de estabelecer uma relação de trabalho adequada;

  • Respeitar a visão curativa do processo de transformação, apoiando o seu desenrolar natural e honrando todo o espectro da experiência humana, onde tanto o terapeuta como a pessoa em crise devem estar abertos à dimensão espiritual reconhecendo-a como parte importante da vida;

  • Episódios de experiências incomuns que envolvem alteração no funcionamento perceptivo, emocional, cognitivo e psicossomático e nos quais se verifique uma acentuada ênfase no aspecto transpessoal do processo, como a presença de sequências de morte e renascimento e fenômenos mitológicos e arquetípicos.

Durante mais de 40 anos de trabalho e pesquisa, Grof verificou diferentes padrões experienciais e graus de insanidade nas experiências transpessoais as quais requerem tratamentos diferenciados sendo o auxilio relativo à natureza, profundidade e intensidade do processo. Grof observou que apesar da possibilidade da Emergência Espiritual ser uma característica inata aos seres humanos, quando ela é muito rápida e dramática, esse processo natural torna-se uma crise. Ele identifica dois quadros de emergência espiritual:

Crise de Emergência Espiritual (Spiritual Emergency) - sugerindo uma crise, emergência no sentido de "urgência" e Emergência Espiritual (Spiritual Emergence) - sugerindo uma oportunidade de ascensão a um novo nível de consciência, emergência no sentido de "elevação''.

 

 

Quais os desencadeadores?

 

Estas crises psicoespirituais podem ocorrer de modo espontâneo sem ação de fatores de precipitação, ou suas causas podem ser deflagradas por: estresse emocional, exaustão física, enfermidades, acidentes, experiências sexuais intensas, trabalho de parto, drogas psicodélicas ou mesmo praticas de meditação intensa.

 

Outras possíveis causas são muitas mudanças ao mesmo tempo, perdas (entes queridos, trabalho, financeira), cursos que induzem experiências intensas, vivências xamânicas, experiência próxima da morte ou práticas que podem levar ao despertar da Kundalini.

 

 

Como tratar?

 

Grof insiste que o tratamento deve levar em consideração cada caso individualmente podendo limitar-se a um apoio específico à pessoa em crise ou podendo envolver parentes e amigos ou grupos de apoio, deve ser flexível e criativo, respeitando a natureza individual da crise e se utilizando de todos os recursos disponíveis. O mais importante diz ele: 

 

"É fornecer à pessoa em crise um contexto positivo para suas experiências e informações suficientes sobre o processo pelo qual ela passa. É essencial que a pessoa afaste da mente o conceito de doença e reconheça a natureza curativa da sua crise. Podem ser muito valiosos o acesso à boa literatura sobre o tema e a oportunidade de conversar com pessoas que compreendem, em especial com aquelas que passaram com sucesso por uma crise semelhante."

 

Diferente dos transtornos mentais, a crise de emergência espiritual não é considerada uma patologia, mas uma crise psicoespiritual. Como já citado anteriormente, mesmo com etiologias e características distintas tanto a esquizofrenia, como o transtorno bipolar tipo 1, assim como os quadros de crise de emergência espiritual podem apresentar sintomas psicóticos e uma sobreposição de sintomas que torna difícil seu diagnóstico. É necessário um maior cuidado da área médica antes de diagnosticar e medicar estes casos. 

 

Graças ao trabalho de David Lukoff e colaboradores a categoria diagnóstica de Problemas Religioso ou Espiritual foi inserida no DSM quando o foco de atenção clínica apresenta temas espirituais ou religiosos. Exemplos incluem experiências angustiantes que envolvem a perda ou questionamento da fé, problemas associados com a conversão a uma nova fé, ou o questionamento de valores espirituais que podem não estar, necessariamente, relacionados com uma igreja ou religião institucionalizada (DSM-IV-TRTM, 2002). Apesar do termo Crise de Emergência Espiritual não ter sido inserido no DSM, esta categoria diagnóstica cria uma abertura para que esses fenômenos possam ser mais estudados. 

 

Com este objetivo David Lukoff lançou o site  www.spiritualcompetency.com (20/03/10) onde oferece informações, cursos e apoio a pessoas em crise psicoespirituais ou a profissionais da área de saúde mental. Você pode assistir um dos vídeos de Lukoff na imagem do blog.

 

Um dos legados de Stanislav Grof foi a criação da rede de emergência espiritual que desde da década de 70 tem oferecido apoio online através do site www.spiritualemergence.info (20/03/10).

 

No Brasil, Ligia Splendore e Sean Backwell mantiveram a rede social Alma Bipolar por 9 anos, e em 2017 deram início ao Repensando a Loucura no Brasil, inspirado no movimento internacional Emerging Proud. A proposta deste movimento é que as pessoas possam falar de suas experiências espirituais e/ou anômalas sem medo, expandindo a percepção do que é "normal" em todo o mundo. Este grupo tem feito várias ações, como: criação do grupo fechado do facebook, encontros presenciais mensais, eventos anuais e elaboração de uma cartilha para ajudar as pessoas que estão passando por uma crise psicoespiritual - Guia de Crise. Atualmente estão em processo para se tornarem a primeira referência oficial de emergência espiritual no Brasil e América Latina junto a ISEN (Rede Internacional de Emergência Espiritual).

 

 

Bibliografia

 

Grof, C.; Grof, S. Emergência Espiritual: Crise e Transformação Espiritual. São Paulo, Editora Cultrix, 1989.

 

Grof, C.; Grof, S. A Tempestuosa Busca do Ser: Um Guia para o Crescimento Pessoal Através da Crise de Transformação. São Paulo, Editora Cultrix, 1990.

 

Grof, S. Psicologia do Futuro - Lições das Pesquisas Modernas de Consciência. Brasil, Heresis Transpessoal, 2007.

 

Grof, C.; Grof, S. Respiração Holotrópica: Uma nova Abordagem de Auto Exploração e Terapia. Rio de Janeiro, Capivara editora, 2010.

 

Grof, S. Cura Profunda: A perspectiva Holotrópica. Rio de Janeiro, Capivara editora, 2012.

 

Lukoff, D. From Spiritual Emergency to Spiritual Problem: The Transpersonal Roots of the New DSM-IV Category. Journal of Humanistic Psychology, 38 (2), 21-50, 1998.

 

Menezes, A.; Moreira-Almeida, A. O diagnóstico diferencial entre experiências espirituais e transtornos mentais de conteúdo religioso. Psiquiatria Clínica. v.36, n.2, 2009.

 

Walsh, R., Vaughan, F. Caminhos Além Do Ego: Uma Visão Transpessoal. São Paulo, Editora Cultrix, 1993.

 

 

 

 

Share on Facebook
Please reload

Archive
Please reload

Follow Us
  • Facebook Basic Square